´
Conheça nossos produtos

Os cenários possíveis para a construção civil no Brasil

Impactando diretamente no mercado da construção civil, a instabilidade da economia brasileira foi o principal motivo para os resultados negativos que ocorreram nos últimos anos. As eleições de 2018 tendem a trazer muitas mudanças para o Brasil. O Sebrae realizou a publicação Cenário Prospectivos: o setor de construção no Brasil de 2016 a 2018 na qual aponta três panoramas do que pode ocorrer neste ano.

De acordo com o SEBRAE, os três cenários que poderão aparecer são a estabilidade econômica – o que levará a economia e política a ficarem sintonizadas. Isto gera um segundo cenário, o crescimento do setor. Já o terceiro cenário é mais pessimista, podendo culminar em uma recessão econômica em meio à instabilidade política.

O cenário atual

Em maio, empresários brasileiros viajaram para o Azerbaijão para atrair investimentos para o Brasil. O intuito era demonstrar lá fora que com a crise, o Brasil teve uma baixa no preço dos imóveis e que essa poderia ser uma grande oportunidade de investir aqui, comparada a outros países.

Nesta viagem, Flávio Amary, presidente do Secovi-SP, maior sindicato da habitação do Brasil, recebeu os os dados que reafirmam o reaquecimento da indústria da construção civil.

De acordo com a Secovi, as vendas em março alcançaram 2.613 unidades residenciais novas na capital paulista. O resultado representa alta de 80,5% em relação às 1.448 unidades comercializadas no mês anterior. Comparado ao volume de 1.233 imóveis comercializados em março de 2017, o crescimento foi de 111,9%.

cenario construcao civil

Quando falamos do Brasil como um todo, ainda pelos dados do Secovi, no acumulado de 12 meses (março de 2017 a fevereiro de 2018) foram comercializadas 25.349 unidades, um aumento de 60,4% comparado ao mesmo período de 2017, quando as vendas totalizaram 15.804 unidades.

Esse aumento indica uma retomada do setor, propulsionada por medidas certas na economia geral, que instigam a confiança no investimento e criam um momento de oportunidades.

Segundo Celso Pertrucci, presidente da Comissão da Indústria Imobiliária da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o mercado imobiliário nacional, aumentará suas vendas e lançamentos em 10% em 2018, o que demonstra um grande otimismo no setor.

Expectativas do mercado otimista

Independente de que em outras partes do país não se observe um aumento tão grande como em São Paulo, é visível a melhora no setor da construção civil. Tomando como base o Índice de Confiança da Construção (ICST), elaborado pela FGV/Ibre, o movimento de expansão já vem sendo percebido desde o final de 2017, que fechou em 81,1 pontos, maior nível desde 2015, em janeiro. O índice do primeiro trimestre de 2018 fechou em 82,1 pontos.

Mesmo o setor da construção civil demorando mais tempo para se recuperar após crises, pois seus ciclos de finalização de empreendimentos são longos,  já é possível ver um grande aumento nos dados e ter uma probabilidade de melhora para os próximos meses.

Confira mais sobre esse assunto e também uma entrevista com Flavio Amary, presidente da Secovi-SP aqui.

Conheça nossos produtos

Olá! Clique abaixo e converse conosco pelo WhatsApp.

Fale conosco pelo WhatsApp